DE QUE FORMA A JUDICIALIZAÇÃO DA SAÚDE PODE IMPACTAR NA CARREIRA MÉDICA?

Nos dias de hoje, a Judicialização da Saúde é um dos temas mais comentados quando se fala em advocacia. As mudanças na área da saúde trazem consequências diárias à seara judicial e, aliada a uma série de outros fatores, tem representado um expressivo aumento de processos judiciais contra médicos, dentistas e demais profissionais da saúde.

Considerando a situação de aumento de processos judiciais, os profissionais da saúde necessitam adotar medidas efetiva para a gestão de risco jurídico com relação à sua atuação, sendo que o melhor caminho para isso, é a assessoria jurídica adequada, com foco na prevenção de demandas judiciais e cuidado especial ao contencioso de processos já em andamento.

De todo modo, uma das principais questões relevantes à proteção da carreira médica é permitir o acesso à informação adequada e qualificada a respeito da prevenção de erros, principalmente os que ocorrem em situação corriqueiras da atuação médica, e que podem aumentar o risco de eventual processo pela falha do serviço.

Cumpre frisar que existem uma série de medidas preventivas que podem afastar o risco de condenações judiciais, podendo ocorrer naturalmente através de acompanhamento jurídico especializado, realizando efetiva gestão do risco profissional.

Num outro prisma, é essencial a orientação sobre medidas preventivas, levando o profissional a assumir um risco mínimo, atuando com segurança e adotando medidas adequadas: documentos, contratos e termos de consentimento. Além de todo acompanhamento da gestão de riscos, é imprescindível a correta utilização dos documentos necessários à sua atuação junto ao paciente.

 Durante a atuação do médico, é necessário que os documentos sejam preenchidos corretamente, para que tragam ao profissional todas as garantias necessárias e atualizadas quanto à legislação.

Embora em alguns casos, mesmo com a atuação correta do profissional médico, ainda exista insatisfação por parte do paciente, há também necessidade de acompanhamento adequado desses casos, buscando orientação de como agir e evitar possíveis ocorrências judiciais.

Diante do acima explanado, para que seja feita uma boa avaliação e gestão da carreira médica, deve-se buscar uma assessoria preventiva e contenciosa, a fim de proporcionar uma gestão de riscos, promovendo os atos necessários à prevenção e preparação do profissional, bem como operacionalizando os atos em casos de possíveis desdobramentos judiciais.

Related Posts

Deixe um comentário